Biólogo da Baixada Santista comprovada a existência do Chupa-cabra

Download PDF

Depois de estudos, acurados e da constatação de muitas evidências, o biólogo, professor universitário e ufólogo, Luciano Pera Houlmont tem a definição para o Chupa-cabra. E um animal alienígena, tem duas línguas perfurantes que penetram no corpo do animal atacado e assim ele suga parte dos órgãos internos. Expelindo líquido cáustico e enzimático, a criatura dissolve os órgãos de modo a poder sugá-los. As conclusões do estudo foram encaminhadas à NASA, mas até o momento a entidade norte- americana não se pronunciou a respeito. Muito embora só agora se tenha notícia da criatura no Brasil, ela existe há muito tempo e já atacou milhares de animais em todo o mundo. Os estudos também revela porque só as fêmeas são atacados e relata casos de seres-humanos mortos pela criatura.

Chupa-cabra Luciano Pera Houlmont

TRATA-SE DE UM ANIMAL ALIENÍGENA, COM LÍNGUAS PERFURANTES, ATRAVÉS DOS QUAIS SUGA OS ÓRGÃOS INTERNOS NO ANIMAIS ATACADOS .
Fonte:Jornal Popular III nº127 ano 1997
Uma nova revelação sobre a criatura batizada de Chupa-cabra deve mudar o rumo dos estudos sobre o estranho ser que suga todo o sangue dos animais de pequeno porte. O estudo do biólogo marinho o e ufólogo Luciano Pera Houlmont prova cientificamente que o Chupa-cabra existe e que ele usa uma particularidade para vitimar suas presas. Com duas línguas, acordo com o estudo, ele perfura o corpo do animal e suga os órgãos internos. “O assunto é bem sério. Os estudos foram cuidadosamente analisados e as pesquisas são comparativas e de cunho científico”, destaca Luciano, que também é professor Universitário e reside em São Vicente.
Ao contrário da descrição feita pelos americanos e mexicanos, o Chupa-cabra não tem baixa estatura e rosto semelhante a um inseto gigantesco. “Muito ao contrário, ele se assemelha a um gorila, só que é muito mais forte, mais ágil e bastante sensível a ruídos”, destacou o biólogo.
Relatos de pessoas que viram a criatura a em São Paulo e Parani a descrevem de formas rigorosamente iguais. Fotos e ilustrações também revelam a semelhança de Chupa-cabras com uma espécie de “pé-grande”.
 Chupa-cabra

Figura divulgada nos EUA e México pode ser especulação

– o Chupa-cabra não tem baixa estatura e rosto semelhante a um inseto gigantesco.

O que mais chama a atenção, no entanto, é um fator não encontrado em nenhum animal da Terra, levando a crer que realmente se trata de um ser alienígena. A criatura, estranhamente, apresenta duas línguas, usadas para matar suas presas e sugar todo o seu sangue e órgãos internos. “No começo eu pensei que fosse uma língua bipartida. Mas não, são duas mesmo, com cerca de 15 centímetro de comprimento cada.

LÍNGUAS QUE MATAM.

Estas línguas são justamente as responsáveis pela sucção dos órgãos dos animais. De uma forma cruel, como revela a pesquisa, o Chupa-cabra penetra suas línguas com cerca de 15 centímetros pelos olhos da presa, soltando um líquido cáustico que provoca uma reação cerebral, levando a vítima a um estado de coma.

Este líquido dissolve também os órgãos internos que são sugados. A ação de enzimas liberadas podem ser as responsáveis pela ausência de sangue. Neste líquido destrói os glóbulos vermelhos, fazendo com que o animal fique impossibilitado de respirar, levando à morte por asfixia”, resume Luciano.

Com a vítima sem nenhum poder de reação e clinicamente morta, o Chupa-cabra passa a explorar o resto do corpo. Suas duas línguas, que possuem um canal de sucção, chupam os órgãos, já corroídos e dissolvidos, e após penetrar os olhos, a criatura passa a explorar outros orifícios, como a garganta e o ânus. Só após sugar os órgãos pelos pontos mais fáceis é que outras partes do corpo são perfuradas para encerrar o ataque.

O relato mostra o porquê de alguns animais aparecerem mortos sem seus órgãos internos, supostamente retirados por orifícios com pouco mais de um centímetro de diâmetro. Na verdade, os órgãos não saem inteiros pelo pequeno orifício, mas são destruídos antes para depois serem sugados já em forma de líquido.

Esta nova hipótese muda completamente os rumos do que estava sendo pesquisado até estão
Trata-se, de fato, de um monstro com características jamais vistas na Terra, o que leva a crer que se trata de um ser alienígena.

Luciano, a exemplo do Grupo Ufológico de Guarujá, supõe que a criatura não seja um extra-terrestre com inteligência avançada, mas sim um animal extremamente astuto trazido por alienígenas.

CRIATURA SE ASSEMELHA A UM GORILA

Contrariando descrições feitas nos Estados Unidos e México, o Chupa-cabra, de acordo com fotos e descrições que estão de posse de Luciano, se assemelha muito a um símio, mais precisamente com um gorila. “Só que eu diria que ele se parece com um gorila mais atlético”, brinca Luciano Houlmont, que estuda os ataques do Chupa-cabras há anos.
Luciano Pera Houlmont
 Assemelha a um gorila, só que é muito mais forte, mais ágil e bastante sensível a ruídos Ilustração do Chupa cabra descrito no interior paulista (1) …se assemelha à foto tirada em Guarapiranga (2)

Algumas diferenças básicas separam as duas criaturas. Entre outras, está justamente o físico dos dois animais. Enquanto o gorila tem uma cintura larga, o chamado Chupa-cabra possui a cintura fina e o peito largo, o que lhe dá mais força e mobilidade.
Outra diferença está na altura. Com l,90m, o Chupa-cabra tem 20 centímetro a mais que o gorila. Além disso, ele se mostra muito mais inteligente e astuto que o primata terrestre, tendo mais sensibilidade a luz e ao som.
  Gorila Chupa-cabra
Altura 1,70m 1,90m
Peso 120kg 180 a 250kg
Alimentação vegetais órgãos de animais
Pêlo escuro marrom

COMPARAÇÕES

A comparação feita pelo biólogo marinho e ufólogo, Luciano Houlmont, do Chupa-cabra com um gorila é apenas uma forma de aproximar a criatura a um animal do conhecimento humano, possibilitando assim visualizar as características físicas do predador misterioso que vem atacando mamíferos de pequeno porte e aves por todo o mundo.
Apesar das semelhanças, várias características diferem os dois animais. Primeiramente, o ser batizado de Chupa-cabra é um predador, que mata para se alimentar. Já o gorila é um animal herbívoro, ou seja, se alimenta de vegetais. Abaixo, um quadro com outras diferenças.

POR QUE AS FÊMEAS SÃO MAIS ATACADAS?

Esta é uma pergunta que muitos se fazem. Provando que é muito astuto, o Chupa-cabra consegue diferenciar o sexo de suas presas. O biólogo marinho e ufólogo Luciano Pera Houlmont também tem uma explicação para esse fator. “A criatura é muito perceptiva em todos os seus sentidos”, destaca. Com essa sensibilidade, ele acaba notando quais são as fêmeas.

Quanto a sua preferência pelo sexo feminino, o biólogo também tem uma teoria. “Pelos ataques do ser, nota-se que ele gosta de facilidade e as fêmeas, por uma questão hormonal, têm os músculos mais macios e, consequentemente, mais fáceis de serem penetrados”. O professor lembra que as presas têm, em primeiro lugar, os olhos perfurados. Depois o ânus e boca explorados e só por fim outras partes do corpo são perfuradas. “Quanto mais facilidade para ele, melhor”, finalizou.
fonte: http://curiosidades-mundocurioso.blogspot.com.br/2010_09_01_archive.html
http://curiosidades-mundocurioso.blogspot.com.br/2010/09/outro-ataque-do-chupacabra.html

Deixe seu comentário: