Urandir – Brasil Verdade – Caso Máscaras chumbo

Download PDF

Manoel Pereira da Cruz e Miguel José seus corpos não apresentavam sinais de violência e ambos vestiam ternos e sobre eles capas impermeáveis. Com um bloco de anotações com símbolos e números, além de uma carta que dizia: 16:30 estar no local determinado, 18:30 ingerir cápsulas, após efeito proteger metais aguardar sinal com máscaras de chumbo, usadas normalmente para se proteger da radiação.

Urandir Máscara de chumbo

Paranormal Urandir entrevistado na Band – O paranormal e ufólogo Urandir Fernandes de Oliveira participou do programa rede Bandeirantes, existem outros programas disponíveis, onde se realiza alguns fenômenos paranormais., fala-se UFos e contatos com alienígenas.  É dito que são comprovados o fato da paranormalidade de Urandir através de exames médicos, encefalogramos comprovando sua intensa atividade cerebral.

A maioria ufólogos brasileiros e seus periódicos sempre utilizam da paranormalidade de Urandir criando polêmicas, apresentando  como duvidoso qualquer fenômeno paranormal de Urandir, e dúvida a credibilidade de alguns apresentadores de TV.

e Você o que acredita?

 

Curta no Facebook 

Inscreva-se no Canal YouTube

http://youtu.be/_l3jWxg8mq8

o Youtube costuma bloquear este vídeo, se não funcionar tente abaixo

Urandir-Mascaras Ferro – Part1 – Br Verd30_10..

O caso das máscaras de chumbo

Manoel Pereira da Cruz e Miguel José Viana foram encontrados mortos no dia 20 de agosto de 1966 no Rio de Janeiro por um jovem de 18 anos chamado Jorge da Costa Alves, enquanto empinava pipa.

O caso das máscaras de chumbo

Os corpos não apresentavam sinais de violência e ambos vestiam ternos e sobre eles capas impermeáveis. Ambos estavam deitados de costas, um pouco encobertos pelo mato.

Ao lado dos corpos, havia uma garrafa de água vazia e duas toalhas, além de um bloco de anotações com símbolos e números, além de uma carta que dizia: 16:30 estar no local determinado, 18:30 ingerir cápsulas, após efeito proteger metais aguardar sinal máscaras.

O caso das máscaras de chumbo

Contudo, o mais intrigante no achado dos corpos de Miguel e Manoel eram suas respectivas máscaras: eram de chumbo, usadas normalmente para se proteger da radiação.

A policia descobriu que os homens saíram de Campos dos Goytacazes para comprar material de trabalho. Algumas testemunhas disseram que os homens levam mais de 2 milhões de cruzeiros (R$ 3.000,00), porém o dinheiro jamais fora encontrado. As capas foram compradas numa loja em Niterói por volta das 14h30 e a água num bar da região. Testemunhas afirmavam que eles estavam nervosos e inseguros. Do bar seguiram para o local onde os corpos foram encontrados posteriormente.

O caso das máscaras de chumbo

Autópsias realizadas nos corpos não indicavam sinais de violência, tampouco substâncias tóxicas ingeridas. Há quem diga que a solução só pode ser dada quando se adiciona atividade extraterrestre no caso, explicando talvez o motivo deles estarem usando máscaras de chumbo. Contudo, não há provas disso e o caso permanece um grande mistério.

fonte: http://misteriosdomundo.com/o-caso-das-mascaras-

 

Deixe seu comentário: